Varejo na América Latina vai crescer: aponta JP Morgan

O varejo na América Latina deve crescer muito nos próximos cinco anos. A expectativa positiva vem graças aos bons números do setor no Brasil e no México. As duas potências da região ajudarão na projeção de registrar crescimentos interanuais de 3%, segundo pesquisa da JP Morgan.

No Brasil, as vendas no setor varejistas registrarão um aumento de 6%. Já no México é esperado um crescimento anual de 3%. Empresas como Carrefour e Walmart têm grande parcela nesse momento vivido na região que engloba as Américas do Norte, Central e do Sul.

A pesquisa mostra que o mercado mexicano tem grande oportunidade de crescimento porque as empresas varejistas que estão no país acabaram apostando no desenvolvimento e comércio de produtos para as classes sociais mais baixas de lá, algo que também pode ser simulado no Brasil.

Além do Brasil e do México, outro mercado que deve se destacar é o do Chile. Segundo a JP Morgan, o país é o favorito dos investidores. “Para os próximos 12 meses, os chilenos têm 26% das preferências desses profissionais”, afirma o banco em um relatório.