Vale a pena anunciar pelo rádio?

O rádio é um dos principais meios de comunicação no Brasil há quase cem anos. Ele apareceu por aqui em 1922. Na ocasião, se tinha o discurso de Epitácio Pessoa a República na comemoração do centenário da Independência.

De acordo com pesquisa do IBOPE, 89% da população das 13 principais regiões metropolitanas no Brasil consome informação pelo rádio. Além disso, seu alcance médio em Belo Horizonte e Fortaleza chega a incríveis 94%. Para 65% dos ouvintes, o que não pode faltar numa estação de rádio é a veiculação de notícias e prestação de serviços.

VALE A PENA ANUNCIAR?

De acordo com estes números, podemos entender a importância do rádio no Brasil. Mas, você já pensou se vale a pena anunciar sua loja ou seus produtos por lá? Vamos aos fatos…

Em 2014, o IBOPE mostrou que 9379 anunciantes utilizaram esse meio. Foram mais de 5 milhões de inserções durante a programação.

Porém, tudo depende da estação de rádio em que pretende veicular seu anúncio (pode ser mais de um), tamanho do anúncio, horário em que deseja que ele seja veiculado, e, claro, o preço.

Em horários de maior audiência, entre 6h e 19h, o preço aumenta. Vamos tomar como exemplo a MIX FM. Ela está presente em diversas cidades do Brasil, mas sua audiência em São Paulo é a nona maior. Por isso, os preços para um anúncio de 30 segundos variam entre R$ 2440,00 (entre as 6h e meia-noite) até R$ 3982,00 (em horário determinado pelo cliente).

Seu valor é muito inferior do que o dos anúncios televisivos de 30 segundos. Estes variam entre R$ 60.000 e até mesmo R$ 710.000 (no caso de uma veiculação no intervalo do Jornal Nacional ou Novela das 9 na TV Globo).

Concluindo, os anúncios em rádio podem ser muito interessantes. As rádios mais ouvidas possuem uma audiência grande, seus ouvintes costumam ficar atentos mesmo nos momentos publicitários.

Isso porque, diferentemente da televisão, aonde os intervalos são duradouros e muitas vezes obrigam o telespectador a mudar de canal, o rádio faz inserções menores de publicidade, o que não estimula o público a mudar a estação.