Quais negócios são menos afetados em uma crise financeira?

A crise financeira já foi realidade para diversos países, e recentemente, até para o mundo. Quando esta questão ganha força, entretanto, existem aqueles que sofrem mais e aqueles que sofrem menos. O perfil de negócio é determinante para definir a influência deste cenário nos resultados. Confira aqui os segmentos que são menos afetados quando a economia não vai bem:

Saúde

A área da saúde é uma das que menos sofre em uma crise financeira. Por estar associada a necessidades básicas do ser humano, negócios como farmácias, drogarias e clínicas médicas respiram com mais tranquilidade.

Bebidas

De acordo com um estudo realizado pelo site Entrepeneur, a sociedade desenvolveu um hábito em cima das bebidas alcoólicas. Pelo fato de que o consumo virou rotina, o setor não sofre tanto quando ocorre a recessão.

Cosméticos

É preciso lembrar que cosméticos envolvem maquiagem, perfumes, e produtos de higiene pessoal. Estes ítens raramente são cortados da lista de compras, e preenchem o espaço “necessidade” dos gastos. O que pode acontecer é uma redução nos valores investidos nesses produtos, assim como a reavaliação do aspecto marca.

Setor automotivo

A manutenção preventiva tende a diminuir durante um momento de decline financeiro. Mas é inegável que reparos e peças de reposição são difíceis de evitar. Por fim, quando o cenário econômico é crítico, carros usados são preferíveis à carros novos.

Food trucks

A praticidade é característica importante deste empreendimento. Talvez, uma de suas grandes forças.  A possibilidade de mudar de local, ou seja, o aspecto itinerante, também faz do foodtruck uma alternativa que não perde muito impacto.

Empresas digitais

O impacto gerado pelas mídias digitais pode fazer com que seu negócio ganhe força de maneira mais rápida e mais barata. Dessa maneira, você ganha uma alternativa para não gastar muito com publicidade e, ao mesmo tempo, atinge seu público para vender mais e reverter situações.

Alimentos

Assim como os gastos com saúde, o dinheiro empenhado na alimentação é fundamental. Mesmo em tempos de crise, a população continua consumindo alimentos, por questões vitais. Mais uma vez: o que pode ser revisto aqui, tem mais relação com a natureza e padrão dos restaurantes, alimentos e mercados.

Brechós

O preço das roupas aqui é mais em conta. Isto se torna atraente em épocas em que todos buscam economizar, mas não parar totalmente de consumir. O consumo sustentável é outro pilar que age em favor deste nicho.

Serviços

Em períodos de crise, o setor imobiliário decai bastante. Realizar reformas domiciliares ao invés de se mudar pode fazer mais sentido para diversos moradores. Da mesma forma que as reformas, os serviços como jardinagem, conserto de mobília, e conserto de roupas têm mais procura nessa fase econômica.