Gestão de Pessoas

Lidar com uma equipe não é da tarefa mais fácil. Afinal, cada funcionário tem um tipo de personalidade, e reage de formas diferentes quando recebe críticas, positivas ou negativas. No entanto, sempre existem dicas básicas para manter a harmonia no ambiente de trabalho e, com muito suor, incrementar a receita da empresa sem necessariamente aumentar a folha salarial.

Então, esqueça aquele estigma de chefe linha dura e veja algumas orientações, dicas de livro, e nosso vídeo exclusivo, que podem te ajudar a seguir o novo conceito de líder:

Conheça seus funcionários

Como dissemos no começo do texto, seus funcionários são diferentes. Por isso é extremamente importante reconhecer suas habilidades e dificuldades. Não adianta delegar tarefas que não serão compatíveis com determinada pessoa.

Esteja presente

Não adianta ser um chefe turista, que está sempre só de passagem pela empresa. A presença do líder promove uma troca constante de informação com seus funcionários. Reuniões constantes são necessárias, já que é nesse momento que os problemas e sucessos serão expostos, e ideias serão trocadas.

Comemore

Metas alcançadas precisam ser festejadas. Um almoço ou um happy hour é uma ótima forma de unir a equipe. Se não for possível, vale mesmo até um e-mail parabenizando toda a equipe.

Rápido e Devagar

Escrito por Daniel Kahneman, vencedor do prêmio Nobel de Economia em 2002, a obra apresenta os dois grandes mecanismos de ação de nosso cérebro. O primeiro, o pensamento automático, é rápido, intuitivo e emocional, enquanto o segundo, chamado de pensamento analítico, é lento, lógico e racional. Foram quarenta anos de pesquisas para mostrar que compreender a diferença entre esses dois tipos de funcionamento pode influenciar nas decisões sobre gestão de pessoas.

Agassi

O que um livro de um tenista pode ter em comum com gestão de pessoas? Nele, Andre Agassi narra não somente sua carreira, mas também o processo de formar um pequena equipe para, aos 29 anos de idade, voltar às quadras e se tornar o tenista número um mais velho da história.

Para finalizar, confira nossa entrevista com Fábio Souza, consultor do Sebrae: