Especial grafeno: o que é e para que serve?

O grafeno é um material composto 100% de carbono – da mesma forma que o diamante e o grafite. Ele é extraído das áreas mais superficiais da grafita, além disso, pode ser encontrado por todo o mundo. A sua principal peculiaridade é, acima de tudo, a sua espessura – a mais fina conhecida, podendo chegar ao tamanho de um átomo.

As propriedades físicas do material são diversas. O grafeno é o elemento mais condutivo que existe, pelo fato de seus elétrons se moverem sem nenhuma resistência. Além disso, é 200 vezes mais forte que o aço e é flexível, transparente, impermeável e elástico.

Por conta de todas essas características, o grafeno é considerado o material do futuro. Sua aplicação na indústria é a mais variada possível. Confira aqui alguns de seus usos:

Baterias

O grafeno pode ser usado na produção e otimização de baterias. A Samsung planeja lançar um modelo com o elemento em 2020 ou 2021. O projeto está sendo testado pela marca. O maior desafio dos sul-coreanos é possibilitar uma carga completa em menos de 30 minutos, além de uma vida útil maior.

Materiais bélicos

Por ser resistente e flexível, o grafeno é estudado como uma opção pela indústria bélica. Atualmente, esse material é mais forte que todos os outros disponíveis. Dessa maneira, o item pode ser incorporado em couraças e armaduras de militares e policiais.

Campo de força contra mosquitos

Pesquisadores da Brown University, em Providence (EUA), estavam estudando o uso do óxido de grafeno em tecidos. O intuito era criar uma proteção contra produtos químicos. Entretanto, acidentalmente descobriram que esse composto criou uma camada protetora contra mosquitos.

Microchips e tecnologias

A empresa norte-americana IBM trabalha na criação de microchips mais rápidos e potentes, fazendo a combinação entre grafeno e silício. Além disso, a substância pode aumentar a vida útil dos aparelhos eletrônicos aplicando uma camada do elemento sobre os produtos, o que evita que eles esquentem.

Purificar a água

Segundo os cientistas da Rice University (EUA), o óxido de grafeno tem a capacidade de remover resíduos radioativos de água contaminada. Do mesmo modo, os pesquisadores da universidade inglesa de Manchester afirmam que o material pode ajudar a filtrar à água pelo fato de ser impermeável a tudo, menos ao líquido.

Outros usos

O grafeno possuí uma infinidade de usos. Além dos que foram citados, o elemento é capaz de evitar corrosão, aumentar a velocidade da internet, produzir roupas e a potencializar a força de ligas metálicas. O mais notável é que ele pode ser utilizado para a área da saúde, no isolamento de tumores e na substituição de alguns remédios.