Em busca da Tesla

Objetivo das gigantes do segmento é alcançar a Tesla em valor de mercado. 

A indústria automotiva presenciou um acontecimento marcante esse ano. A tesla superou a Ford e a GM em valores de mercado. Isso mesmo. As empresas tradicionais do segmento foram ultrapassadas pelo inovador, mas recente projeto de Elon Musk. 

E agora adivinha o que aconteceu…Se você pensou que as gigantes iam ficar apáticas e aceitar a situação, sinto dizer que você se enganou. A Ford e a GM querem, de qualquer jeito, que Wall Street reavalie a situação. Elas querem valer, pelo menos, a mesma coisa do que a empresa do sul-africano. 

Para isso, eis o objetivo: provar para o mundo que ambas estão muito prontas para as mudanças do mercado: isto é, para a era elétrica e autônoma.

A primeira tentativa já foi feita: O CEO da Ford, Jim Hackett, fez uma apresentação para analistas do mercado financeiro, seu mais bajulado público alvo do momento. Na ocasião, nenhum comentário no sentido de otimizar ou negativar o evento foi feito. Isso significa que, nada pode ser inferido, apesar do enorme custo e investimento anunciado para o futuro: 14 bilhões de dólares.

“Por mais que as expectativas fossem baixas, não ficamos animados com a falta de detalhes”, explicou um analista da Evercore ISI à Bloomberg. “Embora não tenhamos problemas com os planos em si, eles não parecem ser diferentes do que outras montadoras também estão buscando. A diferença, no caso da Ford, é a falta de detalhes e números”.

O que a GM faz atualmente, diferentemente da Ford, é garantir apenas seu plano de solidez para o mercado do futuro. A sua tática é potencializar sua frota de autônomos e elétricos com qualidade e tecnologia, de acordo com a CEO da empresa, Mary Barra.

Alegações quanto à enorme capacidade GM foram feitas por uma analista financeira, que chegou a dizer que a gigante de Detroit tem todas as ferramentas necessárias para se dar bem na era elétrica, autônoma e conectada.