Descubra como agir em acidentes de trânsito

Conduzir com cautela, respeitando sinalizações e leis é fundamental para evitar acidentes de trânsito enquanto dirigimos. Mesmo assim, apesar dos cuidados, colisões podem acontecer em momentos de imprudência dos motoristas e também por fatores externos, como falhas nos veículos.   

Diante desta imprevisibilidade do trânsito, condutores devem conhecer os procedimentos corretos para eventuais colisões. Explicamos a seguir, o que você deve fazer caso envolva-se em um acidente. Acompanhe:

Mantenha a calma e tome as primeiras medidas

Pedir calma pode parecer repetitivo, mas manter a serenidade nestes momentos é fundamental. Dessa forma, é possível avaliar a situação com clareza e verificar se há feridos no local, determinando quais serão os próximos passos. 

Caso note que existem pessoas acidentadas, é seu dever acionar, prontamente, os serviços de emergência como Polícia Militar (190), SAMU (192) e Corpo de Bombeiros (193).

Em qualquer cenário, com vítimas ou não, é preciso também sinalizar a via. Ligue o pisca alerta dos carros envolvidos e coloque o triângulo de aviso em uma distância de pelo menos 30 metros do acidente, cerca de trinta longos passos. Em casos de chuva ou neblina, a distância para colocar o aviso deve ser dobrada. 

Estas são as medidas básicas para todo acidente. Os próximos passos variam conforme as situações. Acompanhe:

Acidentes com vítimas, condutores embriagados ou danos ao patrimônio público

Nestes cenários, todos os elementos devem ser preservados como estão. Isto é, não se deve movimentar vítimas ou veículos, a fim de aguardar profissionais para atendimento seguro e adequado, além dos registros de perícia.

É extremamente importante que nenhuma pessoa não capacitada para serviços médicos tente intervir ou ajudar vítimas do acidente. Espere para que apenas profissionais dos serviços de emergência tomem conta da situação. Assim, é possível evitar maiores problemas.

Acidente sem vítimas feridas ou fatais

Em colisões que não possuem pessoas feridas, é necessário afastar os veículos da via para evitar outros acidentes. Se for preciso, os envolvidos devem acionar o serviço de guincho. A retirada dos veículos é obrigatória sob pena de multa, mas o registro de Boletim de Ocorrência não. Os envolvidos podem simplesmente negociar as eventuais despesas.

Embora não obrigatório, o registro de B.O. é recomendado para procedimentos com seguradoras. Além disso, o levantamento de outras informações como: fotos do ocorrido, dados dos veículos e dos condutores, data, horário e local do acidente.

Mais informações

A omissão de socorro é crime, portanto todo e qualquer acidente com vítimas devem ser tratados com seriedade, acionando sempre os serviços de emergência.

Demais motoristas próximos ao acidente devem seguir seus trajetos normalmente, caso a ajuda já tenha sido solicitada. Estacionar ou manter circulação próximo ao acidente pode atrapalhar o trabalho de profissionais e bloquear as vias.