Da tradição à tecnologia: você já conhece os fuscas elétricos?

A alemã eClassics vai oferecer Fuscas elétricos aos consumidores. A novidade é fruto da parceria com a gigante Volkswagen. O modelo foi apresentado na última edição do Salão de Frankfurt. Três produtos serão disponibilizados aos compradores.

Na verdade, a montadora não retomará a produção dos famosos Fuscas, que deixaram de ser fabricados em 2003. Entretanto, irá disponibilizar peças de adaptação para o sistema elétrico.

A colaboração entre as duas companhias originará, acima de tudo, kits de conversão. O serviço será executado na sede da eClassics – em Renningen, Alemanha. A primeira opção oferecida custará 40 mil Euros (em valores atuais, cerca de R$ 180 mil), e contará com assoalho, baterias, freios, suspensão, transmissão e motor.

A segunda alternativa tem carroceria inclusa, e é um pouco mais completa. Custará €49,900 – aproximadamente R$230 mil. Mas, caso queira adquirir o veículo por inteiro, você terá que desembolsar em torno de R$450 mil -€99 mil Euros.

Todas as peças são comercializadas pela própria Volkswagen e vendidas pela eClassics. O “fusquinha” energizado pode chegar a 150km/h. Sua autonomia é de 200 quilômetros – o suficiente para deslocamentos urbanos diários.

O tradicional motor na traseira deu espaço para um porta-malas extra. A razão disso se atém ao fato de que o sistema de baterias de 36,8 kWh fica sob o assoalho. As baterias são de íon-lítio e possuem potência estimada de 82 cv.

Além do Fusca

A eClassics estuda a possibilidade de converter outros modelos em elétricos. A Kombi está sendo desenvolvida e pode ser o próximo lançamento da marca. Além disso, o Karmann-Ghia e o VW SP2 estão aptos para serem adaptados, pois possuem a base do Fusca.

Todos esses projetos são realizados em conjunto com a equipe da Volkswagen. Enquanto isso, durante o Salão de Frankfurt, foi revelado que a Porsche 356 também está sendo estudada para se tornar um automóvel elétrico no futuro.