A nova placa do Mercosul e suas tecnologias

O Rio de Janeiro foi o primeiro estado do Brasil a adotar as, em setembro deste ano. Ela começou a vigorar no Uruguai em 2015 e na Argentina em 2016. Mesmo com o atraso, seu início continua sendo conturbado.

Uma desembargadora do Tribunal Regional Federal da 1a região (TRF-1) concedeu uma liminar suspendendo o emplacamento, alegando, por exemplo, que o sistema de consultas ainda não estava concluído. O STJ (Superior Tribunal de Justiça) suspendeu a liminar, e o DETRAN-RJ foi autorizado a retomar os emplacamentos.

Até o dia 1º de Dezembro, todos os estados e Distrito Federal devem começar a adotar as placas do Mercosul.

Porém, vamos falar dos vantagens da placa? O ConectaR apresenta abaixo seus benefícios. Conheça mais:

Segurança

As placas do Mercosul serão referência em segurança. O QR Code nelas presente e um chip proporcionam informações mais detalhadas dos veículos, como modelo, data de fabricação e número de série. por exemplo. Isso facilitará a conferência em blitz, apontando eventuais irregularidades. Além disso, elas permitirão o rastreamento do automóvel pela polícia, junto a um aplicativo fornecido pelo Denatran.

Identificação

A identificação dos carros agora tornou-se muito mais visível e imagética. Isso porque as placas apresentam o país, bandeira do estado a qual pertence e o brasão da cidade no qual o carro está regularizado, facilitando a visualização por radares e oficiais de trânsito.