As melhores e piores cidades do mundo para dirigir

De um lado, o trânsito pode ser complicado em cidades como São Paulo, Mumbai e Nova Iorque. Por outro, pode fluir perfeitamente como em Vancouver, Viena e Genebra. A Mister Auto – empresa de varejo internacional – faz um ranking anual que indica as melhores e piores cidades para dirigir em todo o mundo. Seu nome é The Driving Cities Index:

Foram analisadas 100 cidades. Além disso, foram 15 os critérios utilizados. Os parâmetros podem ser divididos, acima de tudo, em três grupos: infraestrutura, segurança e custo. Dentre as cidades brasileiras, apenas três apareceram no ranking: Salvador (70), Rio de Janeiro (92) e São Paulo (94) – portanto temos, no caso, uma visão de teor negativo do nosso país. Ainda mais quando se considera a divulgação internacional. 

Foram analisados não só a média diária de congestionamento, mas também a qualidade das vias e do ar  – isso em relação a infraestrutura. No quesito de segurança, questões como fatalidades e estresse foram levados em conta. Por fim, o custo do estacionamento, combustível e os impostos. 

Confira as duas listas principais do estudo: 

As melhores cidades

  1. Calgary – Canada 
  2. Dubai – Emirados Árabes Unidos
  3. Ottawa – Canada
  4. Berna – Suíça 
  5. El Paso – EUA 
  6. Vancouver – Canada 
  7. Gotemburgo – Suécia 
  8. Dusseldorf – Alemanha
  9. Basel – Suíça
  10. Dortmund – Alemanha

As piores cidades

  1. Atenas – Grécia 
  2. Moscou – Rússia 
  3. Rio de Janeiro – Brasil 
  4. São Paulo – Brasil 
  5. Bogotá – Colômbia 
  6. Karachi – Paquistão 
  7. Lagos – Nigéria 
  8. Kolkata – Índia 
  9. Ulaanbaatar – Mongólia 
  10. Mumbai – Índia 

Tanto São Paulo quanto Rio de Janeiro atingiram índices ruins em quase todos os quesitos, com 59,1 e 65,3 pontos somados (respectivamente). Enquanto isso, a cidade canadense de Calgary atingiu a nota máxima 100. Certamente, a maior surpresa foi Mumbai, cidade da Índia – atingiu apenas 1,00.