15 alternativas de negócio para investir em 2019

Um novo ano pode muito bem acompanhar novos negócios. Ainda mais em um cenário que tende a caminhar para a prosperidade. Se os anos de 2017 e 2018 não foram tão animadores para o empreendedorismo, 2019 deve ser diferente. Principalmente, porque a economia caminha para a ascensão.

O Banco Central prevê crescimento. Mediante uma boa aceitação das reformas do novo governo, o PIB deve reagir de maneira positiva. Se você pensava inúmeras vezes antes de tirar a ideia do papel e tomar uma atitude mais concreta, nesse momento, é válido considerar uma nova postura.

Os negócios em alta para 2019 não são necessariamente os que devem envolver melhores retornos financeiros. Isso quer dizer que, não é unanimidade em nossa lista a presença de segmentos altamente lucrativos. Enquanto temos aqueles que podem render bastante, temos também aqueles que envolvem grandes tendências. Acompanhe:

1-Alimentação alternativa

Tudo que sana uma demanda específica, de restrição alimentar principalmente. Além daqueles alimentos livres de glúten, existem também os que são isentos de lactose. A humanidade caminha, cada vez mais, para uma pegada super atenta ao fator saúde. Isso quer dizer que: as pessoas estão fazendo exames, e, principalmente, buscando esclarecer seus possíveis benefícios que podem ser alcançados por meio de uma alimentação mais correta.

 

2-Biojoias

O uso de matérias-primas sustentáveis dita o rumo desse setor. As bijuterias geralmente atraem pelo preço, que, na maior parte das vezes, não é tão alto. Entretanto, dessa vez a história é outra. Em um contexto em que a sustentabilidade é vista como fator de diferenciação, tudo que tem relação com ela sofre influência positiva em termos de imagem. A ideia aqui é dar a chance do cliente obter um produto bonito e que não agride a natureza. E o local de venda tem um papel importante na concretização disso tudo. Vender em locais em que a natureza é abundante deve ser a melhor opção, pois nesses contextos, o público tende a dar até mais atenção ao fator ambiente.

 

3-Brechós

Por mais que o título desse tema seja ‘brechó’, ele também envolve as vendas online. Nessa categoria, nos atentamos para todas as modalidades de vendas que dizem respeito a ítens usados, ou seminovos. São eles que fazem com que o negócio sejá viável. Principalmente em condições econômicas que ainda não são favoráveis no país. Oferecer um produto que não é novo, mas se apresenta em condições totais e reais de uso é uma boa ideia na medida em que o público não faz questão de pagar por um recém chegado à loja.

 

4-Consertos e reformas

Essa categoria segue a mesma linha do segmento de brechós. Se você não pretende comprar algo novo para repor algum produto com defeito, por causa do fator econômico, a chance de você procurar um conserto, ou uma repaginação, aumenta. Oferecer um serviço mais acessível, visto que esse tipo de coisa geralmente não é muito em conta, pode ser, além de tudo, uma opção ainda melhor.

 

5-Cosméticos

Existem três fatores que podem, juntos, ser a razão para entrar nesse setor. São eles: o aumento considerável de procura por parte do público masculino, a possibilidade da utilização de componentes naturais nos produtos (o que atrairia mais ainda seu público), e, por último, a necessidade das pessoas em se sentirem bem consigo mesmas – fator que, mesmo mediante à uma crise, ainda entra em jogo.

 

6- Coworking

Uma ótima alternativa em um contexto em que a startups não param se surgir, e que muita gente quer ter uma estrutura para trabalhar de maneira independente. O Coworking tende a oferecer luz, espaço físico, banheiros, espaços de convívio, brainstorming e lazer, e até mesmo comida. Tudo por um fee mensal fixo.

 

7- Desenvolvimento de aplicativos

Porque os aplicativos configuram um mercado em alta que deve permear por muito tempo? A resposta para essa pergunta é simples. Os smartphones deixaram de ser um acessório optativo para se firmarem como algo imprescindível. Não à toa, existe um mercado recheado de opções, de preços altíssimos e também de preços baixos. Os aplicativos que saem na frente, entretanto, são os que fornecem uma solução prático, sem complicar muito.

 

8-Drones

A regulamentação legislativa para o uso dos Drones impactou o mercado desde Maio, quando se concretizou. Ainda mais em um cenário em que a sua utilização se torna possível para três fins: em primeiro lugar, o agronegócio, em segundo lugar, a gravação de clipes, e em terceiro lugar, operações industriais.

 

9- Infoprodutos

Essa categoria não é muito conhecida. Pelo menos não há assimilação automática. Mas, você com certeza já utilizou algum produto desse tipo, ou pelo menos ouviu falar a respeito. Livros digitais são um exemplo, assim como aulas e palestras que são comercializadas nesse meio. Mais uma vez, o cenário é favorável. Computadores, tablets e smartphones são cada vez mais presentes na vida do brasileiro, que, por sua vez, quer praticidade. Se não tiver que se locomover, além de tudo, melhor ainda.

 

10- Leitura biométrica

Coleta de digitais em caixas eletrônicos, segurança em empresas para entrada em áreas restritas, leitura facial e de retina em celulares mais avançados. Esses três exemplos recentes mostram como essa área de atuação da indústria vem crescendo nos últimos anos. Sim, se trata de uma tendência. E que tendência.

 

11- Microcervejarias

As cervejarias artesanais jogam com sabores e aromas. E a boa notícia é que as variações para esse tipo de produto são incontáveis. Ou seja, há espaço para muita gente. Isso sem falar que os impostos para o setor são simples. Dessa maneira, o empreendedor não sofre tanto com o regime de recolhimento.

 

12- Impressão 3d

Se trata de um mercado desafiador. Os principais players ainda vêm de fora, por terem mais aptidão e conhecimento tecnológico. De qualquer forma, se configura aqui uma grande oportunidade. Com investimento, você pode caminhar rumo à solução da sua vida e desenvolver soluções inéditas.

 

13- Pets

O setor não é novo. Mas recentemente, se iniciou um crescimento enorme que fez com que movimentasse 19 bilhões de reais no ano passado. Pessoas que não tem filhos procuram os pets como alternativa, para ter companhia e poder cuidar de alguém. Há todos os tipos de produtos, serviços e suportes que você pode explorar.

 

14- Produtos orgânicos

Primeiramente, existe a tendência forte da alimentação saudável. Embora o setor ainda tenha uma enorme parcela no exterior frente ao Brasil, o seu crescimento é inegável. Mas, além de tudo, esse fator ainda prova que há potencial. Prefira locais bairristas, com o fator proximidade.

 

15- Realidade virtual

Há um entrave. O alto custo de desenvolvimento e pesquisa envolvendo esse tipo de gagdet. Entretanto, há um fator que pode te motivar: o potencial. Hoje em dia, a realidade virtual é utilizada, principalmente, para games e filmes. Mas o varejo abre espaço, para experiências de compras e de testes de produto.